Segue o teu destino. Rega as tuas plantas. Ama as tuas rosas. O resto é a sombra de árvores alheias.
Sábado, 12 de Janeiro de 2008
A cadela Pintas

Depois de um dia com tantos visitantes demorei algum tempo a pensar no que iria escrever. Queria escrever sobre algo realmente importante. E meditei sobre o que realmente mudou na minha vida com a vinda para esta Quinta. Foi sem dúvida a Pintas, a cadela residente.

Contar a história da Pintas é  infelizmente contar a história de muitos cães abandonados. Não a fui buscar a um canil mas alguém a deixou com poucas semanas à porta de minha casa. Sem saberem, realmente, escolheram a casa certa, poderia não ter sido assim. Aqui, ela ganhou um lar e é tratada como  um membro da família. Não é de raça pura mas isso nunca nos importou. Todos os animais têm direito à vida. Falta dizer que eu sempre tive medo  de cães, no entanto desde o primeiro dia que me afeiçoei a ela. Hoje acompanha-me para todo lado.

É sem sombra de dúvida a "amiga" mais fiel que algum dia poderia ter tido.

 



publicado por maria mendonça às 00:54
link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De Pedro a 12 de Janeiro de 2008 às 10:55
A minha gata "aterrou" no quintal das traseiras da minha casa. Fica por saber se são eles, os animais, que nos escolhem ou nós a eles :-)


De rendez-vous a 12 de Janeiro de 2008 às 16:10
Os animais são incrivelmente dotados de sentimentos, de pensamento, de personalidade..amam como nós e também sofrem. Tenho 2 cadelas que me conhecem melhor que ninguém! Ás vezes são as únicas que detectam que estou triste.Só quem nunca teve um animal de estimação é que não se apercebe disto.


De Patricia a 12 de Janeiro de 2008 às 22:25
Dos 5 cães que fazem parte do meu agregado familiar, 4 estavam abandonados ou em vias disso. Não tenho mais porque as posses não dão para esticar e, na verdade, não tenho tido muita sorte com a saude dos meus meninos de quatro patas... Mas não me arrependo nunca de ter tomado a opção de os ter porque são grandes companheiros e, de facto, percebem o meu estado de espírito, são solidários e adoram-me incondicionalmente. Predicados que não posso aplicar à maioria dos animais de duas patas que conheço!
Parabéns pelo blog. Já está nos meus favoritos porque também sou jardineira experimental... Já agora, se souber truques para ter um jardim apresentável sem castrar a criatividade dos cães, diga!


De maria mendonça a 12 de Janeiro de 2008 às 23:40
Obrigado Pedro, Rendez-Vous e Patricia, pelos comentários. Realmente, só quem gosta de animais entende o meu post.
Compreendo-te Pedro, quando dizes que a tua gata aterrou, a Pintas também teve que "saltar" o muro. E achei engraçado, a expressão que usaste é, realmente, a que me fez ficar com ela, acho que são os animais que nos escolhem e não o contrário.
Concordo com o Rendez-vous, os animais têm sentimentos e personalidade, por vezes acho até que a Pintas entende o que lhe digo, e tenho quase a certeza que conhece algumas palavras.
No entanto, não podemos esquecer que recolher um animal abandonado tem de ser uma decisão de plena consciência e não feita por um capricho. Falo pela Pintas, está tão dependende de nós, que já pensei por diversas vezes que se me acontecesse alguma coisa ela iria sofrer muito. Sem querer "humanizei-a" demais, mas nunca foi essa a minha intenção.
E quando ao jardins com cães, Patricia, eu não tenho uma receita milagrosa. A única coisa que posso garantir é que com o tempo a Pintas vais-se habituando às coisas novas que coloco no jardim e os problemas vão diminuindo. Mas no início é uma dor de cabeça, ela já me roeu camélias novas, comeu os morangos, tomates e pimentos.


De Júlia a 14 de Janeiro de 2008 às 14:39
Bonita a sua Pintas, que é uma sortuda, por ter escolhido uma dona que tem uma quinta. A cadelita deve de se sentir no céu com tanta liberdade.
Eu também tenho uma cadela, que também foi abandonada (infelizmente ainda há deste tipo de gente).


Comentar post

posts recentes

O Regresso....

8 anos de Blog...

Hoje, Eclipse Lunar

Chegou o Verão...

Associação Casa da Crianç...

Crumble com Pêra...

Simplesmente, rosas....

Por que hoje é Domingo...

Ilha flutuante em chocola...

Tempura de Bacalhau com P...

pesquisar
 
subscrever feeds
tags

todas as tags

arquivos
links
Visitantes da Quinta
PageRank
All recipes are on Petitchef Top blogs de receitas


mais sobre mim