Segue o teu destino. Rega as tuas plantas. Ama as tuas rosas. O resto é a sombra de árvores alheias.
Segunda-feira, 23 de Setembro de 2013
Receita Base de Polenta

O meu fascínio pela gastronomia italiana surgiu há muito tempo. É uma culinária muito rica, variada, mediterrânea, muito semelhante à nossa. Têm, ambas, por base o azeite, azeitonas, tomates, pimentos, ervas de cheiro, vinho, pão, massas fermentadas, farinhas e sêmolas, etc.

No século XVI, o milho passou a ser conhecido no nordeste de Itália e depressa se tornou um alimento básico na alimentação, a partir daí a polenta passou a estar presente na mesa a  todas as refeições. A polenta é basicamente uma sêmola de trigo cozida, que depois serve de base na confecção de vários pratos.

Existem três tipos de polenta: a clássica polenta amarela (foi a que fiz), polenta branca, feita com farinha de milho clara e a polenta negra, feita com trigo sarraceno.

Inicialmente, colocarei a receita base da polenta e posteriormente irei acrescentar várias receitas.

 

 

125g de sêmola de milho

3/4 litro de água

sal

 

Numa panela leve a cozer uma pitada de sêmola de milho na água temperada com sal. Quando a água começar a ferver, deite lentamente a sêmola restante, sem parar de mexer. Mexa tanto mais energicamente, quanto mais consistente estiver a polenta. Se, entretanto se formarem grumos, desfaça-os com um garfo. Reduza o lume e deixe cozer cerca de 30minutos, mexendo sempre.

Esta é a parte essencial da receita, não se pode parar de mexer e quando a massa fica mais grossa e muito quente, formam-se bolhas ao ferver que rebentam e podem espirrar. Muito cuidado para não se queimarem.

A polenta está pronta quando a polenta se começa desprender de uma crosta que se forma no fundo da panela. Deite-a numa tábua de trabalho e alise-a com uma faca.

Enquanto estiver quente, a polenta corta-se com um fio, quando arrefecer corta-se com uma faca. Esta deixei arrefecer. 



publicado por maria mendonça às 12:00
link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De Margarida a 23 de Setembro de 2013 às 15:27
Já percebi porque é que a minha polenta ficou menos bem cozeu em pouco tempo!
Obrigada pela dica!
Bjs


De maria mendonça a 27 de Setembro de 2013 às 23:44
Ela demora algum tempo a cozer e o difícil é estar sempre a mexer quando ela fica mais grossa. Nos fim dos 30 minutos já me doía o braço e fiz apenas 125g , se for mais, pior será...


De rabiscos a 25 de Setembro de 2013 às 15:04
Já fiz diversas tentativas em gostar de polenta, mas ainda não consegui.
Acho a textura muito estranha e o sabor não é dos que mais me agrada, porém a da tua foto está apetitosa.
Vou insistir uma vez mais!!!
Bjs.
Marbarroso


De maria mendonça a 27 de Setembro de 2013 às 23:47
Esta serviu apenas de base a outras receitas que fiz posteriormente. Admito que a polenta simples, não sabe a nada...
O interessante é usar como base para outras receitas. Irei colocar duas que fiz.
beijos


De rabiscos a 28 de Setembro de 2013 às 10:36
Ficarei a aguardar. Bem haja.
Bjs. Bom fim de semana


Comentar post

posts recentes

O Regresso....

8 anos de Blog...

Hoje, Eclipse Lunar

Chegou o Verão...

Associação Casa da Crianç...

Crumble com Pêra...

Simplesmente, rosas....

Por que hoje é Domingo...

Ilha flutuante em chocola...

Tempura de Bacalhau com P...

pesquisar
 
subscrever feeds
tags

todas as tags

arquivos
links
mais sobre mim