4 comentários:
De Anónimo a 3 de Dezembro de 2008 às 13:01
Quando um professor incentiva a violência contra uma ministra, porque quer mudar alguma coisa, algo soa a uma sociedade doente. Eu também já fui avaliado. Sei que há injustiças. Mas daí acharmos que todos devem chegar ao topo da carreira, é um absurdo de quem acha que o dinheiro cai do céu. Mas o mais caricato é que todos se acham muito bons. Só não explicam, a razão do nível medíocre do nosso ensino e dos resultados dos nossos alunos. Se a culpa é do ministério, então deixem aplicar as medidas que este acha que se impõem.
Eu também já trabalhei numa empresa pública em que se desejava que o governo caísse para que se não tomassem medidas de qualquer tipo. Fechou.
Com esta não avaliação, quem ganha são seguramente os medíocres.


De maria mendonça a 3 de Dezembro de 2008 às 13:53
Não é hábito meu responder a comentários anónimos, gosto de pessoas que dão a cara como eu dou. Mas não posso deixar que distorçam o conteúdo do meus posts .
Primeiramente, eu não nunca concordei com os ovos, e muito menos com a água. Acho que ainda vivemos numa democracia e que existem mecanismos legais para nos fazermos ouvir, tanto colectivamente como individualmente. O conteúdo deste post não é um incentivo à violência, mas um alerta para o pode vir um dia a acontecer, se é que não aconteceu já. Com a crescente degradação que a escola pública está a ser alvo, pode culminar num nível de violência nunca antes visto, agressões a professores, a pais e até a ministros. É por este motivo que eu hoje fiz greve.
Segundo, eu não sou contra a avaliação bem pelo contrario, até já fui avaliada e com boa nota... Mas eu não olho apenas para o meu umbigo, como muita gente faz!


De Brancoprata a 3 de Dezembro de 2008 às 16:24
Caro anónimo:
ALGUMA VEZ ESTEVE NUMA SALA DE AULA COM TRINTA ALUNOS QUE PURA E SIMPLESMENTE NÃO QUEREM APRENDER? E QUE NÃO RESPEITAM NEM PROFESSORES, NEM FUNCIONÁRIOS E POR VEZES NEM OS PRÓPRIOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO?

O que eu gostava mesmo é que uma vez na vida todas as pessoas fossem obrigadas a dar uma aula nas mesmas condições que 90% dos professores trabalham neste país... aí as coisas iam mudar... muito!!


De OLima a 4 de Dezembro de 2008 às 00:50
É curioso ver gente que estica o pescoço para dizer que foi avaliado e depois o encolhe no anonimato. É por esta e por outras que Portugal está como está. Ah, Victor Jara, ainda te lembras como Pinochet te avaliou? É que, se não sabes, Pinochet não chegou a ser avaliado.


Comentar post