Segue o teu destino. Rega as tuas plantas. Ama as tuas rosas. O resto é a sombra de árvores alheias.

Terça-feira, 3 de Dezembro de 2013
Somos iguais, diferentes!
Hoje, comemora-se o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Numa altura, em que o Ministério tem vindo a retirar apoios a estes alunos na escola, reduzindo o número de professores de do Ensino Especial, deixo aqui o alerta. Estes alunos merecem uma escola como todas as outras crianças, onde se sintam acarinhados, estimulados e incluídos. Nós somos todos iguais, diferentes.
E uma breve homenagem a estes professores, psicólogos, terapeutas, que os acompanham todos os dias. Bem hajam, vocês fazem toda a diferença!! 



publicado por maria mendonça às 17:39
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 8 de Novembro de 2013
Aos professores...

"Vocês são os verdadeiros heróis da sociedade. Sobrevivem num ambiente stressante, sem notoriedade social e com baixos salários.

Não são gigantes? 

Sobre os vossos ombros está o futuro da humanidade, e cobram e protestam tão pouco por isso.

Não são heróis?

Vocês mudam o mundo ao mudar o mundo de um aluno.

Obrigada por existirem. "

 

(Augusto Cury- O Semeador de Ideias)

 



publicado por maria mendonça às 10:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 5 de Outubro de 2013
Dia Mundial dos Professores

Neste dia especial e atendendo à situação que os professores atravessam, as minhas palavras só podem ser dirigidas aos meus colegas que, infelizmente, ainda não tiveram a sorte de ser colocados numa escola, este ano letivo.

Muita força, não desanimem e não desistam... 



publicado por maria mendonça às 12:15
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 21 de Julho de 2010
Porco no Espeto

Hoje é mais um ano de trabalho que se encerra, por isso é dia de festa. Aliás, esta semana está cheia de dias importantes!!

Olhando para trás um ano passa tão depressa, é como um piscar de olhos. Ainda me lembro do ar desconfiado com que os novos colegas entraram na escola, tentando ler as expressões dos outros. A escola será boa? Existe bom ambiente entre colegas? E como serão os alunos? São tantas interrogações quando chegamos a uma nova escola. Os mais tímidos ficam no parque de estacionamento, à espera de alguém conhecido, para quebrar ar da entrada. Pois é, o primeiro dia não é só nos alunos que causa um friozinho na barriga, nos professores também!! 

 

No meu caso, este ano foi mais um reencontro de amigos antigos, um verdadeiro privilégio. Todos os anos as escolas renovam-se, conhecemos muitas pessoas com experiências de vida diferentes da nossa  e ao longo do ano vamos criando laços, muitos ficarão amigos para toda a vida.

 

Por isso, espero que dia de hoje  seja mais um "Boas férias e até Setembro..." e não uma despedida.

Mário, prepara o porco porque a sobremesa já está pronta-Pavé.

 



publicado por maria mendonça às 11:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009
Momento de humor... Parábola para os professores

Recebi por mail e dedico aos professores que neste momento já necessitam de uma pausa nas actividades pedagógicas (como eu!!!). É um pouco longo, mas vale a pena.


Naquele tempo, Jesus subiu ao monte seguido pela multidão e, sentado sobre uma grande pedra, deixou que os seus discípulos e seguidores se aproximassem.

Depois, tomando a palavra, ensinou-os, dizendo:

- Em verdade vos digo,

- Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus.

- Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.

- Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles...


Pedro interrompeu:

- Temos que aprender isso de cor?


André disse:

- Temos que copiá-lo para o papiro?


Simão perguntou:

- Vamos ter teste sobre isso?


Tiago, o Menor queixou-se:

- O Tiago, o Maior está sentado à minha frente, não vejo nada!


Tiago, o Maior gritou:

- Cala-te queixinhas!


Filipe lamentou-se:

- Esqueci-me do papiro-diário.


Bartolomeu quis saber:

- Temos de tirar apontamentos?


João levantou a mão:

- Posso ir à casa de banho?


Judas Iscariotes exclamou:

(Judas Iscariotes era mesmo malvado, com retenção repetida e vindo  de outro Mestre)

- Para que é que serve isto tudo?


Tomé inquietou-se:

- Há fórmulas? Vamos resolver problemas?


Judas Tadeu reclamou:

- Podemos ao menos usar o ábaco ?


Mateus queixou-se:

- Eu não entendi nada... ninguém entendeu nada!


Um dos fariseus presentes, que nunca tinha estado diante de uma multidão nem ensinado nada, tomou a palavra e dirigiu-se a Ele, dizendo:

- Onde está a tua planificação?

- Qual é a nomenclatura do teu plano de aula nesta intervenção didáctica mediatizada?

- E a avaliação diagnóstica?

- E a avaliação institucional?

- Quais são as tuas expectativas de sucesso?

- Tens a abordagem da área em forma globalizada, de modo a permitir o acesso à significação dos contextos, tendo em conta a bipolaridade da transmissão?

- Quais são as tuas estratégias conducentes à recuperação dos conhecimentos
prévios?

- Respondem estes aos interesses e necessidades do grupo de modo a assegurar a significatividade do processo de ensino-aprendizagem?

- Incluíste actividades integradoras com fundamento
epistemológico-produtivo?

- E os espaços alternativos das problemáticas curriculares gerais?

- Propiciaste espaços de encontro para a coordenação de acções transversais e longitudinais que fomentem os vínculos operativos e cooperativos das áreas concomitantes?

- Quais são os conteúdos conceptuais, processuais e atitudinais que respondem aos fundamentos lógico, praxeológico e metodológico constituídos pelos núcleos generativos disciplinares, transdisciplinares, interdisciplinares e metadisciplinares?


E então Caifás, o pior de todos os fariseus, disse a Jesus:

- Quero ver as avaliações do primeiro, segundo e terceiro períodos e reservo-me o direito de, no final, aumentar as notas dos teus discípulos, para que ao Rei não lhe falhem as previsões de um ensino de qualidade e não se lhe estraguem as estatísticas do sucesso.

- Serás notificado em devido tempo pela via mais adequada. E vê lá se reprovas alguém!

- Lembra-te que ainda não és titular e não há quadros de nomeação definitiva!


... E Jesus pediu a reforma antecipada aos trinta e três anos...

 

 



publicado por maria mendonça às 17:40
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 9 de Novembro de 2008
Enchemos Lisboa...

Ontem, dia 8 de Novembro de 2008, nós, os professores enchemos Lisboa e fizemos história - A Maior Manifestação  de uma Única Classe.  A minha caminhada começou bem mais cedo do que a dos que residem na capital. Cerca das 8 horas estávamos já na porta da escola, mas muitos colegas de Chaves, Bragança, e de outros pontos do país estavam já  em viagem rumo à capital . Um bem haja a esses colegas, pois sei que fazer uma viagem longa depois de uma semana de trabalho, é feita com muito sacrificio. Sr.ª Ministra é a estes professores a quem chama de preguiçosos e de não quererem trabalhar?

Paragem na Praça Velásquez, para apanharmos os últimos colegas e o autocarro encheu. Éramos bem mais do que fomos em Março, por isso sabíamos  que seriamos mais que 100 mil.

Rumo a sul pela auto-estrada, começávamos a engrossar as fileiras. Fomos encontrando  autocarros de todos os pontos dos país.  Paramos em Fátima para comer o farnel e continuamos a viagem. Na chegada a Lisboa éramos mais uns, na imensidão de autocarros que aí já se encontrava. O Terreiro do Paço estava já quase repleto e com alguma dificuldade lá nos conseguíamos movimentar.

 

 

 Ouvimos um rol de discursos e começamos a marcha, lenta mas ruidosa. Levamos uns bombos para ver se nos fazíamos ouvir, pois já sabíamos que a Ministra é um pouco surda de ouvido.

Éramos imensos, um mar de gente, a PSP nem consegue adiantar um número, a organização avança com 120 mil.  Isto reflecte o estado de alma de cerca de 85% da classe, mas para a Ministra é só mais uma manifestação.

Em direcção ao Marques vimos muitos apoiantes da causa, pais inclusive e até alunos e ouvimos palmas de apoio à nossa passagem, obrigada a todos. Chegados ao Marquês, quase não tínhamos espaço para nos reunir e sabíamos que ainda havia colegas na Rua do Ouro.

Ouvimos o discurso e as críticas desta vez com muito mais  atenção e todos apoiamos que a luta tem de continuar, possivelmente com uma Greve para dia 19 de Janeiro. Pediram um minuto de silêncio, e foi o silêncio mais gritante e de apelo que todos nós fizemos. Cantamos o hino, com todo o  respeito, pois somos cidadãos portugueses e respeitamos a democracia ao contrário deste nosso Primeiro Ministro.  Desmobilizamos e retomamos o caminho de regresso.

No meio da avenida encontrei os colegas que lutam contra a prova de ingresso e pensei era ali que eu deveria estar, saudei-os com muita  força para que continuem.  Pois apesar de ter  trabalhado vários ano lectivos seguidos, nem sempre foi com horário completo, o que na prática quer dizer que talvez me  faltem uns dias para completar os cinco anos e ainda terei que realizar a mal afamada  prova. Irónico, eu que já corrigi exames, que já fui directora de turma, directora pedagógica do nocturno, delegada de grupo, com duas pós graduações na área do ensino, e avaliada no ano passado com Muito Bom, terei que realizar  três provas para continuar.

Sr.ª Ministra e Sr. Primeiro Ministro que provas realizaram para estarem nesses cargos? Nenhuma certamente "pá", pois senão teriam chumbado, "pá".

Sr.ª Ministra licenciada em sociologia, então com 120 mil vozes na rua e não retira nenhuma conclusão? Em que Universidade andou, afinal?

já noite dentro fiz o balanço do dia, foi com tristeza que lá estive pois preferia não ter que ir, mas regresso com o sentimento de dever cumprido.

Neste dia muitas lágrimas correram, assim não podemos continuar a ser professores, assim não somos mais professores.

No meio da avenida encontrei os colegas que lutam contra a prova de ingresso e pensei era ali que eu deveria estar, saudei-os com muita  força para que continuem.  Pois apesar de ter  trabalhado vários ano lectivos seguidos, nem sempre foi com horário completo, o que na prática quer dizer que talvez me  faltem uns dias para completar os cinco anos e ainda terei que realizar a mal afamada  prova. Irónico, eu que já corrigi exames, que já fui directora de turma, directora pedagogica do nocturno, delegada de grupo, com duas pós graduações na área do ensino, e avaliada no ano passado com Muito Bom, terei que realizar  três provas para continuar.

Srª Ministra e Srº Primeiro Ministro que provas realizaram para estarem nesses cargos? Nenhuma certamente "pá", pois senão teriam chumbado, "pá".

Srª Ministra licenciada em sociologia, então com 120 mil vozes na rua e não retira nenhuma conclusão? Em que Universidade andou, afinal?

Já noite dentro fiz o balanço do dia, foi com tristeza que lá estive pois preferia não ter que ir, mas regressei com o sentimento de dever cumprido.

Neste dia muitas lágrimas correram, assim não podemos continuar a ser professores, assim não somos mais professores.



publicado por maria mendonça às 20:08
link do post | comentar | favorito

posts recentes

Somos iguais, diferentes!

Aos professores...

Dia Mundial dos Professor...

Porco no Espeto

Momento de humor... Pará...

Enchemos Lisboa...

pesquisar
 
subscrever feeds
tags

todas as tags

arquivos
links
mais sobre mim