Segue o teu destino. Rega as tuas plantas. Ama as tuas rosas. O resto é a sombra de árvores alheias.

Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2013
Ainda sobre as sementes...

Um artigo de opinião, no Jornal Público, de Miguel Esteves Cardoso sobre a Lei das Sementes

 

Falam por todas as sementes, todas as hortas, todos os agricultores e, sobretudo, pela economia e cultura portuguesas. A lei das sementes - que proíbe, regulamentando, a milenária troca de sementes entre produtores - é pior do que uma invasão francesa de Napoleão.

É uma invasão fascista que quer queimar a terra para preparar a incursão das agro-corporações multinacionais (como a gigantesca e sinistra Monsanto) que virão patentear as sementes que são nossas há que séculos, obrigando-nos depois a pagar-lhes direitos de autor, só por serem legalisticamente mais espertos. Pense-se em cada semente como uma palavra da língua portuguesa. Na nova lei colonialista das sementes é como obrigar os portugueses a sofrer a chatice e a despesa de registar tudo o que dizem, burocratizando cada conversa.

Atenção: é o pior ataque à nossa cultura e economia desde que todos nascemos. Querem empobrecer-nos e tornar-nos ainda mais pobres do que somos, roubando-nos as nossas poucas riquezas para podermos passar a ter de comprá-las a empresas multinacionais que se apoderaram delas, legalmente mas sem qualquer mérito, desculpa ou escrutínio.

Revoltemo-nos. Já. Faltam poucos dias antes de ser ter tarde de mais. E para sempre. Acorde.



publicado por maria mendonça às 10:30
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2013
Luta contra lei europeia das sementes

Quem visita este blog, há alguns anos, já deve ter percebido, que sempre fui a favor da plantação de hortas em cidade e nos jardins, deparo-me hoje com esta novidade, no Jornal Público, prestes a ser aprovada pelo Parlamento Europeu. Esta lei  das sementes, pretende proibir a troca de sementes entre os agricultores, passando estas a serem propriedade de alguém e terem direitos de autor. Estou certa, que atrás desta lei, existem muitos outros interesses obscuros de grandes multinacionais de sementes e interesses económicos.

A troca de sementes sempre existiu entre as pessoas e especialmente entre os agricultores, principalmente, os que praticam uma agricultura de subsistência, como pretendem terminar com isto? E qual o risco, para a continuação de espécies sem manipulação genética?

A preservação, protecção e sobretudo o resgate deste património genético representado pelas sementes tradicionais utilizadas pelos povos desde sempre para sua alimentação e usos, numa perspectiva da biodiversidade, é um factor fundamental, essencial e estratégico para a sobrevivência da humanidade .

 

Aprovação desta Lei, é um verdadeiro atentado. 

Assinem no link em baixo, a Petição sobre as Sementes tradicionais serem consideradas  Património da Humanidade. 

https://secure.avaaz.org/po/petition/DECLARAR_AS_SEMENTES_TRADICIONAIS_PATRIMONIO_DA_HUMANIDADE/?fbss

 



publicado por maria mendonça às 10:30
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 22 de Agosto de 2011
Futuro das Hortas em Lisboa
Sempre defendi o aproveitamento dos terrenos baldios para a realização de hortas, basta consultar o meu post. Divulguei projectos como a  Horta à porta e  o projecto HiperNatura do Continente.
 
Acreditei, que com a passagem por esta crise que os nossos autarcas tinham percebido a vantagem da ocupação dos terrenos baldios, principalmente nos meios urbanos. Além, de ajudar a ocupar o dia dos reformados e desempregados, o  cultivo dessas  hortas  ajuda as famílias a fazer face à crise e ao aumento continuado do preço dos legumes. A nível autárquico, reduz as despesas com esses espaços, uma vez que não necessitam de jardinagem, ficando agradável à vista. Por isso, foi com muito espanto, que ontem ao assistir ao telejornal da SIC me deparei com esta noticia. O Município de Lisboa, vai aumentar os preços dos terrenos arrendados, podendo em alguns casos vir a cobrar três mil euros de renda.
 
Com este aumento, é normal que esses terrenos fiquem completamente ao abandono, à merece das silvas, roedores, lixo e muito mais. Às vezes sinto que andamos para trás no tempo... Eis a questão, será melhor ter terrenos completamente ao abandono ou cultivados com belos tomates e alfaces?
 
 


publicado por maria mendonça às 14:32
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008
Hortas em Guimarães

Continuando a defender a ideia da construção de hortas perto dos grandes centros populacionais, divulgo hoje a iniciativa  da Câmara de Guimarães em  oferecer hortas para que os habitantes cultivem alimentos biológicos. 

 “A câmara decidiu fazer uma horta pedagógica e biológica nos terrenos não cultivados para permitir uma maior educação ambiental mas também para que os habitantes da cidade possam cultivar produtos para depois consumir”, referiu o vereador da autarquia.

Esta iniciativa está integrada no projecto HiperNatura  do Continente, e tem como objectivo  recuperar, edificar e modernizar espaços verdes de várias cidades de Portugal onde existam hipermercados da marca. Além de Guimarães estão associadas a este projecto as seguintes autarquias: Albufeira, Amadora, Cascais, Covilhã, Coimbra, Leiria, Lisboa, Loures, Maia, Matosinhos, Ovar, Porto, Portimão, S. João da Madeira, Seixal, Viana do Castelo, Vila Nova de Gaia, Vila Real e Viseu.

Realmente, é verdade as pessoas não imaginam o bem que faz cultivar um canteiro ou simplesmente umas plantinhas em vasos, é uma verdadeira terapia. Em vez de passarem horas no divã do psiquiatra, enterrados em depressões e comprimidos, o melhor é comprar uns vasinhos, uns bolbos (começa a ser a época), plantá-los, regá-los e cuidar deles. 
 

Um facto curioso é que os 25 candidatos a estas parcelas de terreno maioritariamente  são contabilistas. Será esta profissão assim tão stressante?

 

Ver notícia do Público


 

 



publicado por maria mendonça às 18:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 1 de Julho de 2008
Courgettes da Horta

Este ano andava bastante descontente com a minha horta. Os feijões foram plantados tardiamente, por isso, quase não vou colher nenhuns. Os tomates já deviam estar a amadurecer, ainda estão em flor. Pelo menos já comi algumas alfaces, mas reparei que este ano as courgettes estão excepcionalmente grandes. Não sei se foi da chuva que inicialmente caiu, mas já ando a pensar que bela ratatouille que vão dar.

 


tags:

publicado por maria mendonça às 11:16
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

Quarta-feira, 25 de Junho de 2008
Canteiro dos cheiros

Na continuação de um post  anterior sobre ervas de cheiros, coloco hoje mais ao pormenor, o que já consta do canteiro dos cheiros. Ficam a faltar as fotografias da salsa e do loureiro.

 

      Alecrim                            Erva do caril 

                 

 

        Tomilho                          Hortelã ou Menta

                  

 

 



publicado por maria mendonça às 10:57
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Quarta-feira, 18 de Junho de 2008
A horta

Finalmente com uns raios de sol a horta começa a desenvolver-se. Este ano, acho que deve ter sido da chuva em excesso, as alfaces pouco cresceram e já começam a grelar. Vou ter  que as apanhar e talvez plante ainda outras. Quanto às courgetes só agora começo a vê-las, até que enfim, pena que ainda estão muito pequenas.

 


tags:

publicado por maria mendonça às 10:04
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 8 de Maio de 2008
A Horta

Finalmente a Horta...

Depois de semanas inteiras a chover e de muito trabalho, tipico de um final de ano que já se aproxima, não via a hora de colocar uns vegetais a crescer.

Por vezes não dá para o trabalho que tenho, mas nada me tira o gozo de ter uma hortinha e poder dar-me ao luxo de sair da cozinha e ir apanhar uns tomatinhos.

Já plantados tenho tomates: coração de boi, três cantos e cherry; courgetes, alface, pimentos, abóbora, meloa, cenouras e espinafres. Na estufafinha ainda tenho os feijões, já deviam estar na terra mas estão atrasados.

 

 


tags: ,

publicado por maria mendonça às 09:29
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 28 de Abril de 2008
O que é bom também acaba...

Fins de semana com bom tempo são sempre passados no jardim. Aproveitei para fazer algumas plantações, fora do tempo é certo mas mais vale tarde que nunca. Na horta transplantei tomates petit cerise e coração de boi, cenouras e abóboras. No jardim aproveitei para plantar glicínias, ervilhas de cheiro e estrelícias.

Na foto está uma plantação de Lilium Asiatic Hybrid vermelhos, já com algum tempo e que comprei no izi já com terra e vaso. Foi fácil e rápido e pelo menos até agora o resultado não desiludiu.

É por tudo isto, que no Domingo o corpo está já cansado mas a mente está pronta para mais uma semana de trabalho. Como diz a definição deste blog são as alegrias da vida no campo.

 



publicado por maria mendonça às 09:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 26 de Março de 2008
Horta na Cidade

Há muito tempo que queria escrever sobre o tema, mas nesta última semana descobri que está na moda, visto que a televisão já fala do tema.

Em França, 35% dos produtos frescos consumidos em Paris são produzidos dentro ou na periferia da cidade. Em Portugal não existem dados registados.

Atentendo ao crescimento desmesurado das cidades e a previsão de que 50% da população viverá nas cidades, pode futuramente levantar-se um problema no abastecimento de produtos hortícolas. Por isso, a importância crescente da agricultura desenvolvida em meios urbanos. Incentivar a produção de alimentos em quintais, varandas e terraços, pode trazer inúmeras vantagens, uma delas pode ser poder fazer face a eventuais falhas de abastecimento de produtos frescos.

No entanto pelos programas que vi, esta agricultura desenvolvida em Lisboa tem carácter de subsistência enquanto que a existente no estrangeiro tem carácter de hobby ", mas com a importância cada vez maior na sociedade.

Para terminar tenho de mencionar o Projecto - Horta à PortaÉ um projecto na região do Porto, que visa promover a qualidade de vida da população, através de boas práticas agrícolas, passando por compostagem caseira, hortas pedagógicas e agricultura biológica.

 

Deixo aqui alguns links sobre o tema:

Artigo no Portal do Jardim

Horta á porta na www.hortadaformiga.com

Portugueses vencem 1º prémio num concurso internacional de ideias Europan 9, com a proposta  intitulada "Cultivos Urbanos". Em A barriga de um arquitecto
Noticia do Sol sobre "Hortas urbanas de Lisboa crescem em tempo de crise"

Na Quercus TV " A vantagem das hortas urbanas"

Ideias para hortas de Martin Price

 



publicado por maria mendonça às 19:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

posts recentes

Ainda sobre as sementes.....

Luta contra lei europeia ...

Futuro das Hortas em Lisb...

Hortas em Guimarães

Courgettes da Horta

Canteiro dos cheiros

A horta

A Horta

O que é bom também acaba....

Horta na Cidade

pesquisar
 
subscrever feeds
tags

todas as tags

arquivos
links
mais sobre mim