Segue o teu destino. Rega as tuas plantas. Ama as tuas rosas. O resto é a sombra de árvores alheias.

Domingo, 31 de Outubro de 2010
A Francesinha...

Este prato é uma das especialidades mais conhecidas  da cidade do Porto. Pode ser comida a qualquer hora e existe nos cardápios de quase todos os cafés, restaurantes, cervajarias da cidade. Antes de mais um pouco de história, a receita não é originária do Porto mas sim, uma cópia adaptada do mais famoso Croque-Monsieur, uma sanduíche tipicamente francesa e que alguém quis recriar no Porto,  daí o nome. Ver mais...

 

 

Vamos à receita,  aqui sim, o segredo está no molho!! Existem inúmeras formas de o fazer e depende do gosto de cada um, vou colocar o molho que tem como base sopas instantâneas, por isso mais fácil e que fica sempre bem. Conheço outros... que mais tarde colocarei também.

 

Pão de forma grosso,

fiambre,

salsichas,

linguiças,

queijo,

febras

 

Molho:

cebola,

azeite,

alho,

loureiro,

salsa,

creme instantânea de marisco,

metade de uma sopa instantânea de tomate,

ketchup, whisky, cerveja, vinho branco q.b.

 

Fazer um refogado com cebola picada e azeite. Juntar louro, salsa e alhos picados. Deixar apurar,  juntar água e as sopas creme de marisco e de tomate, junta-se um pouco de ketchup e por fim as bebidas em pouca quantidade. Deixa-se apurar de forma a evapurar o álcool e engrossar o molho. No fim, não se côa, retira-se a folha de louro e passa-se com a varinha mágica.

Começar por grelhar as febras temperadas, cortar as salsichas e as linguiças no sentido longitudinal. Montar a francesinha, uma fatia de pão, a intercalada com linguiça, o fiambre, a febra que fica situada no meio, em cima outra vez fiambre, salsicha com linguiça e outra fatia de pão. Prensar tudo numa torradeira. Colocar em recipiente refractário, cobrir com fatias de queijo e regar generosamente com o molho. Levar ao forno a 180ºC até o queijo derreter e gratinar. Servir de imediato, bem quentinha.

De chorar por mais.

 

notas finais: O molho pode ser colocado depois da ida ao forno. Costuma ser  servida com batatas fritas aos palitos e por vezes, com um ovo estrelado em cima.

 



publicado por maria mendonça às 16:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sábado, 8 de Maio de 2010
Restaurante...La Brasserie De L' Entrecôte

Visto que ultimamente janto muitas vezes fora, vou iniciar uma serie de posts sobre os restaurantes que visito. Sem pretenções de crítica gastronómica, mas unicamente com o objectivo de que estes sirvam de sugestão de bom locais para jantar e passar um bom serão.

 

Para começar, escolho a La Brasserie De L' Entrecôte.

 

Visitei o do Porto, no Passeio Alegre, com uma vista soberba para o famoso rio Douro. Vale a pena ir observar o pôr do sol.

Sem reserva numa sexta-feira à noite, a sala estava cheia, foi necessário esperar um pouco, por isso aconselho vivamente efectuar a reservar pelo telefone: 225 321 270.

A sala faz lembrar as brasseries de Paris, é fácil reconhecer os elementos comuns e deixar a nossa imaginação levar-nos para outros lugares distantes.

O conceito é único em Portugal, pois o menu faz juz ao nome. Só é servido entrecôte com um molho de ervas finas aromáticas excelente e batata frita ao palitos. De entrada, salada de alface e rúcula com nozes e molho vinaigrete ou salmão acompanhado de  salada de alface e rúcula. Várias sobremesas: tarte de maçã, creme queimado, cheesecake, gelados, fruta, etc.

O serviço discreto e eficiente,  o clima clássico de muito bom gosto convida a grandes conversas com os amigos.



publicado por maria mendonça às 09:35
link do post | comentar | favorito

posts recentes

A Francesinha...

Restaurante...La Brasseri...

pesquisar
 
subscrever feeds
tags

todas as tags

arquivos
links
mais sobre mim