Segue o teu destino. Rega as tuas plantas. Ama as tuas rosas. O resto é a sombra de árvores alheias.

Quarta-feira, 5 de Fevereiro de 2014
O frio continua...

O frio, a chuva e o vento continuam em força pelo país todo. E as gripes, constipações e dores de garganta também atacam com força, deixando os hospitais em fase de quase ruptura.

Como professora, é dificil ficar imune a certas doenças, e não há nada pior que querer falar e ao fim de algum tempo, não sair nenhum som ou ter dificuldade em me fazer ouvir porque a garganta não está nas melhores condições.

Esta foi a última receita que experimentei, acho que tem dado resultados positivos. E ao contrário de alguma receitas que são horríveis, esta é bastante agradável.

 



1 limão

gengibre (metade do limão)

mel 

A receita é bastante simples. Num frasco com tampa, coloque o limão cortado às rodelas finas e em cima o gengibre cortado às fatias. Encha o frasco com mel, tape e deixe repousar cerca de dois dias.

Passado esse tempo, está pronto a ser usado num chá.

Misture uma colher de chá do preparado numa chávena com água a ferver, como se fosse um chá e tome bem quente.



publicado por maria mendonça às 10:31
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 14 de Novembro de 2013
Amêijoas à Bulhão Pato
Mal vi estas amêijoas na peixaria, cá do sítio, decidi logo o que haveria de ser o meu jantar. E nem hesitei, na receita que ia fazer, seria um crime fazer de uma outra forma.
Uma receita fácil mas é no simples que reside o encanto, servi apenas com pão.... Amêijoas à Bulhão Pato.
1kg de amêijoas
2 dentes de alho 
2 colheres de sopa de vinho branco
100g de bacon picado
azeite q.b.

Sal q.b.
Pimenta q.b.

Comece por colocar as amêijoas em água com sal no frigorífico várias horas. Vá mudando a água, e repetindo o processo, para que larguem todas as areias. Escorras e  passe-as por várias águas, antes de as cozinhar.
Coloque o azeite num tacho e o bacon. Deixe fritar um pouco, adicione os alhos em lâminas mas não deixe queimar. Junte as amêijoas, os temperos, o vinho e tape. Vá agitando o tacho, ou mexendo com uma colher para que todas as amêijoas passem pelo molho. Quando estiverem  abertas retire do lume. Habitualmente, polvilha-se com coentros picados, ou quem gosta com salsa. E sirva de imediato. 





publicado por maria mendonça às 11:16
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Segunda-feira, 11 de Novembro de 2013
Folhado de figo com queijo chevre

Hoje quebro a tradição e apesar de ser dia de São Martinho, não falarei de castanhas, nem do pipinho, nem do vinho. Em vez disso, apresento algo doce, para alegrar o inicio da semana, sempre difícil para quem trabalha e também para quem procura trabalho. Infelizmente, cada vez mais neste retângulo à beira mar plantado...

Uma sugestão fácil de sobremesa: Folhado com doce de figo e queijo chévre 

massa folhada

compota de figo, de preferência caseira

Queijo chévre cortado às rodelas

mel q.b.

 

Corte a massa folhada em quadrados pequenos, coloque uma colher de chá de compota e sobreponha outro quadrado de massa folhada. Em cima coloque uma rodela de queijo chévre e regue com um pequeno fio de mel.

Leve ao forno, pré-aquecido, o tempo necessário para cozer a massa folhada, de acordo com as instruções da embalagem.

Sirva norma.

 

Nota: Esta sobremesa fi-la há algum tempo, andava meia esquecida nos arquivos, o que recordo foi que a massa folhada não cresceu muito. Habitualmente dupllica ou triplica de espessura, mas esta ficou assim, baixinha. 



publicado por maria mendonça às 11:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 28 de Outubro de 2013
Bolo Nega Maluca

O Bolo Nega Maluca é um bolo muito popular no Brasil, país do café e chocolate...  

O nome é tem uma história bastante original e remonta aos tempos de escravidão, em que uma escrava com problemas cognitivos fazia um delicioso bolo de chocolate e que acabou sendo conhecido como "Bolo da Nega Maluca". 

Se gostam de chocolate, não deixem de experimentar, é uma verdadeira delicia.

 

 bolo:

2 chávenas de chá de açúcar
2 chávenas de chá de farinha de trigo
1 chávena de chá de chocolate em pó
1 chávena de chá mal cheia de óleo
3 ovos
1 colher de chá de fermento em pó
1 chávena de chá de água 

1 pitada de sal

 

molho
3 colheres de sopa de leite
3 colheres de sopa chocolate em pó
1 colher de sopa de manteiga
3 colheres sopa de açúcar

 

Separe as gemas e as claras. Bata as gemas com o açúcar até ficar um creme esbranquiçado e adicione o óleo. Desfaça o chocolate na água e acrescente com cuidado às gemas. Bata as claras em castelo com uma pitada de sal. No final, acrescente ao preparado das gemas,  a  farinha misturada com o fermento alternando com as claras em castelo.
Unte um tabuleiro com manteiga e polvilhe com farinha. Coza  num forno pré-aquecido. Para verificar se o bolo está cozido usar um palito, quando o palito sair completamente seco, retire imediatamente.
Para confeccionar o molho, leve ao lume todos os ingredientes, deixe que derretam e misture muito bem. Quando engrossar, regue o bolo ainda quente com o molho também quente. Sirva o bolo na própria forma. Pode conserva-lo no frigorifico.
Nota: Habitualmente, eu gosto deste bolo bastante húmido, por isso costumo fazer o dobro da receita para o molho.  


publicado por maria mendonça às 11:10
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 15 de Agosto de 2013
Crepes

Sobremesa versátil, tanto de inverno como de verão.... os crepes.

Os crepes são sempre um sucesso. Podem ser servidos como entrada, prato principal ou sobremesa, simples ou recheados, doces ou salgados, feitos com farinha normal, com farinha integral, desde os famosos crepes chineses até ao crepe suzette, as variedades são imensas.

 

 

 Receita mais simples:

1 ovo

1 copo de leite

1 copo de farinha

1 colher chá de azeite

sal q.b.

 

Deite a farinha num recipiente e coloque uma pitada se sal. Junta-se o ovo, misture tudo muito bem, acrescentando o leite para diluir os ingredientes. Trabalhe com um batedor de arame até obter uma massa lisa e no final acrescente o azeite. Deixe repousar uma meia hora.

Unte muito pouco o fundo de uma frigideira antiaderente com óleo. Deite a massa suficiente para cobrir o fundo da frigideira. Deixe fritar um pouco, em lume médio e quando estiver corado, vire com muito cuidado. Esta parte requer alguma prática mas depois de algumas tentativas torna-se num processo simples, esqueçam as cenas cinematográficas de atirar o crepe no ar {#emotions_dlg.sarcastic}...

 

Outra receita:

250g farinha

2 ovos

1 copo de leite

3 colher de chá de licor

raspa de limão ou laranja 1 colher se sopa de manteiga derretida

pitada de sal

 

Receitas de crepes:

Crepe salgado com presunto



publicado por maria mendonça às 11:04
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Agosto de 2013
Folhado de bacalhau com sapateira

Hoje, algo mais elaborado, para um jantar especial....

Esta é uma receita do "Tio Herman", do humorista  Herman José. É uma receita dos livros que ele lançou, receitas que ele fazia num programa em direto.

4 lombos de bacalhau demolhado
massa folhada
carne de sapateira (usei delicias em forma de lagosta da Pescanova)
2 dentes de alho
meia chávena de azeitonas verdes
2 colheres da sopa de manteiga
leite q.b.
2 colheres da sopa de natas
1 colher da sopa de parmesão ralado
1 colher da sopa de farinha
meia chávena de vinho branco
1 folha de louro
1 gema para pincelar
sal e pimenta q.b.
Coza, ligeiramente, as postas de bacalhau em leite a ferver temperado com uma folha de louro, sal e pimenta. Retire as postas e deixe arrefecer bem. Quando estiverem frias, corte as postas em duas partes, no sentido horizontal.
Numa frigideira, derreta a manteiga e os dentes de alho picados, não deixar queimar. Deixe alourar um pouco e junte a carne de sapateira ou as delícias picadas, as natas, as azeitonas picadas e o queijo. Mexa bem e engrosse este preparado com uma colher de sopa de farinha desfeita no vinho branco. Tempere com sal, pimenta e noz moscada a gosto.
Numa folha de massa folhada bem estendida, coloque uma posta de bacalhau, recheie com a massa da sapateira e coloque a outra parte do bacalhau em cima. Feche a massa folhada como se fosse um travesseiro. Vire as juntas para baixo e pincele o folhado com uma gema de ovo.
Leve ao forno, pré-aquecido a 180º até a massa folhada cozer e ficar dourada.
Sirva de imediato com uma salada ou um esparregado.


publicado por maria mendonça às 11:45
link do post | comentar | favorito

Sábado, 10 de Agosto de 2013
O calor aperta.... Gelado de Laranja Creme

Esta é uma sobremesa da minha infância. Quando o tempo aquecia este gelado existia sempre no congelador. Por estes dias, deu-me uma saudade e resolvi fazê-lo.  É muito simples, rende bastante, não é muito calórico, pois não usa lei condensado, nem natas... e aguenta-se umas semanas no congelador.

 

 

1 chávena e meia de chá de leite

1 colher de sopa de gelatina em pó

6 ovos

2 laranjas

1 colher de sopa de farinha maizena

250g de açúcar

sal q.b.

 

Esprema muito bem o sumo às laranjas. Num tacho misture a gelatina com 150g de açúcar e a maizena, junte depois as gemas, sumo das laranjas e mexa muito bem. Adicione o leite, dissolva tudo bem e leve ao lume mexendo sempre, em lume brando, até ferver. Retire do lume e deixe arrefecer. (Eu costumo colocar dentro de um recipiente com água fria, para ser mais rápido)

Bata as claras em castelo com um pouco de sal, e quando estiverem firmes, junte-lhes as 100g de açúcar aos poucos, sem parar de bater. Misture-as depois ao creme arrefecido, envolvendo delicadamente. Verta numa forma do bolo inglês, uma forma rectangular e guarde no congelador até solidificar. Se desejar, na hora de servir, desenforme e decore com rodelas de laranja.

É sucesso garantido!



publicado por maria mendonça às 12:30
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 8 de Agosto de 2013
Bolo Floresta Negra

Este é o bolo do meu imaginário da culinária... talvez pela beleza da decoração e as cerejas, que eu adoro! Já foi feito a alguns anos, mas a receita estava em falta no blog.

O Bolo Floresta Negra é uma sobremesa alemã, deve o nome ao licor de cereja produzido, na região da Floresta Negra, uma região montanhosa na região sudeste da Alemanha.

 

6 ovos

225g de açúcar

75g de farinha

100g de manteiga amolecida

50g de cacau em pó

200ml de natas

50g de açúcar para as natas

75g de chocolate

1 colher de café de essência de baunilha

200g de cerejas frescas

1 dl  de kirsch ou licor de ginja (eu usei vinho do porto branco)

 

Comece por retirar o caroço às cerejas, reservando algumas para decorar o topo do bolo. Coloque as cerejas numa tigela com o vinho do porto e deixe cerca de 2horas, mexendo de vez em quando. Unte e polvilhe  com farinha uma forma redonda de 23 cm.

Coloque numa tigela os ovos inteiros, o açucar e a baunilha, bata até engrossar. Peneire a farinha com o cacau e envolva no preparado anterior. Adicione no fim a manteiga. Deite a massa na forma e leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 40minutos. Verifique se está cozido, retire e deixe arrefecer.

Em seguida, corte o bolo no sentido horizontal.  Pique a superfície de cada camada de bolo e em seguida escorra as cerejas e salpique o bolo com o vinho do porto, reserve algum para juntar ao chantilly.

Bata as natas, junte o açúcar e umas colheres do vinho do porto, até ficarem firmes.

Disponha a primeira camada do bolo sobre o prato e barra com metade do chantilly e cubra com as cerejas marinadas. Assente a segunda camada e cubra o topo e os lados do bolo com o restante chantilly. Rale o chocolate e espalhe a toda à volta do bolo e algum no topo. Decore com as restantes cerejas.

 



publicado por maria mendonça às 11:30
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Agosto de 2013
Salada de Verão

Uma verdadeira salada de Verão, porque o calor aperta e a preguiça também... Basta olhar para a despensa, o frigorifico e aproveitar os ingredientes disponíveis. Algo saudável, fresco e leve mas saboroso!

Massa farfalle (lacinhos) cozidos

Bróculos, ligeiramente cozidos

Cebola

Pimento vermelho

Cenoura

2 latas de atum

4 delícias do mar

2 ovos cozidos

azeitonas

 

 



publicado por maria mendonça às 11:00
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Agosto de 2013
Bolo Mulato

Um pouco ausente do blog... Um bolo que lembra a minha infância, em Trás os Montes. Esta é a receita da família, sempre ouvi chamar-lhe o Bolo Mulato, na realidade é um Bolo de Canela, com cheirinho... a aguardente e com nozes e amêndoas. A receita original tem o dobro dos ingredientes, mas como ficava um bolo muito grande, reduzi para metade. 


250g açúcar
250g de farinha
2,5dl de leite
2 ovos
meio cálice de aguardente
meia colher de sopa de bicarbonato de sódio
sumo de meia laranja
1 colher de café de fermento
40g de canela, mas pode ser a gosto
meia chávena de nozes e amêndoas picadas
farinha e margarina q.b. para a forma
pitada de sal
Separe as gemas e as claras. Bata as gemas com o açúcar até ficar um creme esbranquiçado. Bata as claras em castelo com uma pitada de sal. No final, acrescente ao preparado das gemas todos os ingredientes e por último, a  farinha misturada com o fermento alternando com as claras.
Unte uma forma com manteiga e polvilhe com farinha. Coza  num forno pré-aquecido. Para verificar se o bolo está cozido usar um palito, quando o palito sair completamente seco, retirar e deixar arrefecer.


publicado por maria mendonça às 10:50
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012
Bolo de Raviolis

Da revista Blue Cooking e em colaboração com a Parmalat,  apresento raviolis servidos de maneira diferente  Bolo de Raviolis... 

Quanto à revista, aproveito para a recomendar vivamente, para mim, uma das melhores revistas de culinária.

 

2 embalagens de raviolis frescos

2 embalagem de natas parmalt 

4 ovos

3 colheres de sopa de ervas picadas

sal e pimenta a gosto

 

Cozer os raviolis como indica na embalagem. Numa tigela misturar as natas, os ovos batidos, as ervas picadas e temperar de sal e pimenta.

Forrar uma forma do bolo inglês com mateiga e com papel vegatal. Colocar os raviolis cozidos e regar com as natas.

Levar ao forno pré-aquecido durante cerca de 30minutos. Servir com uma salada variada. 

 



publicado por maria mendonça às 10:44
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012
Hamburguer de Salmão (versão2)

Peguei numa receita publicada há já algum tempo, Salmão em cama de Espinafres, e decidi fazer um melhoramento. Na minha opinião, acho que consegui!!

A cama foi feita de esparregado de nabiças, o hambúrguer foi de salmão cozido ligados com um ovo cru, farinha maizena e os temperos habituais.  Desta vez acrescentei: azeitonas, cebola e salsa tudo bem picado, e nos temperos, molho inglês e ketchup, ficou bem mais saboroso!

Uma forma simpática de servir salmão, afinal um peixe tão completo...

 

 


publicado por maria mendonça às 10:50
link do post | comentar | favorito

Domingo, 12 de Fevereiro de 2012
Alheiras com batatas e grelos

Assim sim, alheira servida com grelos e batatas cozidas e um fiozinho de azeite.... Simples e uma delícia!

 

 


publicado por maria mendonça às 19:42
link do post | comentar | favorito

Domingo, 4 de Dezembro de 2011
Peito de frango recheado com farinheira
Sugestão de domingo: Peito de frango recheado com farinheira.
 
 
 
peito de frango
meia dúzia de espargos verdes
1 farinheira
1 colher de sopa de mel
1 cálice de vinho Porto
 
Primeiramente,  cozi levemente o peito de frango para que a receita se torne mais rápida a confecionar. Perfurei o peito com uma faca e rechei-o com  um bocado de  farinheira, sem pele. Aqueci uma frigideira antiaderente com azeite e coloquei o peito de frango, temperado de sal e pimenta, ao mesmo tempo salteei uns espargos verdes, para servirem de cama. Virando o peito ao meio da cozedura para ganhar cor e sabor. Para dar um toque final, acrescentei um cálice de vinho do Porto e uma colher de sopa de mel. Servi com arroz branco.
 


publicado por maria mendonça às 10:11
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 30 de Agosto de 2011
Souflé frio de figo

Depois do Souflé de manga e laranja, chegou o Souflé frio de figo! Pois é, chegou a época deles...

Recebi os primeiros figos e como é uma fruta que não dura muito tempo, depois de fazer uma compota, ainda sobraram uns para o souflé. Ficou divinal! Uma sobremesa 5*, recomendo.

 

2dl de natas

300g de figo

3 folhas de gelatina

150g de açúcar

1 colher de chá de sumo de limão

1 clara de ovo

cacau para polvilhar q.b.

 

Comece por demolhar as folhas de gelatina em água fria. Leve os figos ao lume, retirando-lhes a pele com metade do açúcar, o sumo de limão e 0,5 dl de agua, até ferver e ficarem desfeitos.

Bata a clara em castelo firme e as natas com o restante açúcar noutro recipiente.  Deixe os figos arrefecerem e junte-lhes as folhas de gelatina espremidas. Depois envolva as natas e clara em castelo ao preparado dos figos. Nesta última operação, à que ter em conta a temperatura dos figos, devem estar mornos a frios, para as claras em castelo não se desfazerem.  Verta o preparado final nos recipientes e leve ao frigorifico a solidificar. Na hora de servir, polvilhe com cacau.

 



publicado por maria mendonça às 09:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

posts recentes

O frio continua...

Amêijoas à Bulhão Pato

Folhado de figo com queij...

Bolo Nega Maluca

Crepes

Folhado de bacalhau com s...

O calor aperta.... Gelado...

Bolo Floresta Negra

Salada de Verão

Bolo Mulato

pesquisar
 
subscrever feeds
tags

todas as tags

arquivos
links
mais sobre mim